Temas relacionados a sustentabilidade têm recebido cada vez mais atenção das empresas. A tendência ´é que siga assim em 2022. Segundo um levantamento feito pela Johnson Controls, cerca de 70% dos entrevistados disseram que vão implementar ou amadurecer seus programas de sustentabilidade.

“A pesquisa mostra que os líderes empresariais veem a sustentabilidade como a prioridade número um dos negócios e que aumentar o investimento para melhorar a eficiência dos negócios, reduzir os impactos ambientais prejudiciais e enfrentar os desafios climáticos urgentes são o que mais importa”, destaca Katie McGinty, vice-presidente e diretora de Sustentabilidade e Relações Externas da Johnson Controls.

A pesquisa mostrou que 89% das empresas que reconhecem a sustentabilidade como prioridade de negócios relatam benefícios na reputação da marca. Além disso, 86% indicaram melhoria na aquisição e fidelização dos clientes e 83%, no crescimento das receitas.

Progresso incremental e resultados

Segundo o levantamento, 9 em cada 10 empresas engajadas de forma sustentável obtiveram benefícios com maior eficiência (96%), melhor conformidade (95%), melhor recrutamento e retenção de talentos (90%) e redução de desperdício (90%).

As companhias estão como um todo investindo em melhorias de pessoas, processos e tecnologias. A grande motivação para isso é acreditar que uma abordagem multifacetada é necessária para o progresso e sucesso da sustentabilidade.

Descarbonização

O estudo também mostrou que muitas empresas têm o interesse em realizar práticas sustentáveis, mas não sabem por onde começar. O foco para os próximos anos deverá ser nessa parte das práticas ESG.

“Para liderar a corrida para a descarbonização, as empresas devem alinhar as prioridades às demandas de muitas partes interessadas, trabalhar com parceiros para desenvolver roteiros de sustentabilidade transparentes, identificar métricas e adotar ferramentas para medir o progresso”, afirma Mark Reinbold, vice-presidente de Serviços de Sustentabilidade Global e Soluções na Johnson Controls

Os resultados da pesquisa, por exemplo, mostraram que mais da metade das empresas pretendem reduzir o consumo de energia, mas faltam métricas a alinhamentos para fazer o monitoramento. Apenas 26% dos entrevistados possuem algum tipo de software de relatórios ESG e quase 40% das companhias acreditam que suas empresas apresentam uma escassez de conhecimento interno.

A pesquisa foi conduzida pela Forrester Consulting e desenvolvida em colaboração com a Johnson Controls. O levantamento foi realizado em outubro deste ano e contou com a participação de 2.348 líderes de estratégia de sustentabilidade sênior em 25 países e em 19 setores. ​​

Imagem: Shutterstock

https://mercadoeconsumo.com.br/2021/12/22/sustentabilidade-seguira-sendo-prioridade-para-as-empresas-aponta-pesquisa/